3 de nov de 2009

Ansiedade.

Ansiedade, é de longe, o defeito que mais odeio em mim. Não sei porque, não tenho nada assim com o que me preocupar, nem tenho pouca paciência [acredite!], acho que nasci ansiosa. Normalmente, não sou assim, mas em determinadas situações, sai de baixo hahahaha. Quando cismo que quero alguma coisa, estresso [e estresso todo mundo perto de mim tambem hahah] até conseguir. Quando estou animada em datas importantes, [não paro de andar para um lado e pro outro, esprando chegar] mas o pior de tudo, é quando chove. É, quando chove. Assumo que esse ano diminui bastante, mas uns dois anos atrás, você tinha que ver. Era começar a chover que subia uma adrenalina, ficava pilhada na hora. Fechava as janelas, cortinas e ia ouvir música, morrendo de pavor. Só depois que não ovisse nem visse chuva, conseguia relaxar um pouco [bem pouco!]. Meu avô passou por muitas dificuldades com chuva, e meu pai tambem, de perder tudo varias vezes. Talvez tenha passado pelos genes [não sei se acredito muito nisso, mas que faz sentido, isso faz]. Com toda essa ansiedade, só o que consegui foi um hábito horrível. O de roer unhas. Desde que me intendo por gente [6 anos a gente já é gente?], roo unhas. Eu sei, é feio, e nenhum pouco higiênico, mas não consigo parar. Estou tentando desde fevereiro do ano passado, mas acho que o que falta mesmo é força de vontade. Mesmo aquelas soluções com gosto ruim não funcionam [acreditem ou não, eu acostumo com o gosto o.õ]. De tão fracas, crescem com a velocidade de uma tartaruga e com a força de... dee... de alguma coisa que seja bem fraca que eu não consigo lembrar o nome agora. E para ajudar, o pouco que crescem, quebram. Não conheço ninguem que tenha roído unhas por tanto tempo e que tenha conseguido para com menos de um ano. Ao contrario, demoram 3, 5 anos. Só espero que comigo não demore tanto. Sorte para mim !

2 comentários:

xicoarantez disse...

TIPO ASSIM..GOSTEI!!

Humberto disse...

Adorei seu blog, Tainá. Ótimo texto, layout bacana... parabéns, ganhou um leitor!