13 de out de 2010

Tenso.

Hahaha, conversando outro dia com o Humberto, sobre indiretas pras pessoas erradas, me fez lembrar de uma coisa muito interessante.

Eu não sou (mais) porta na vida de ninguem =D
Fiz papel de ridicula na hora, mas o importante é o tanto que eu racho hoje. O mundo dá voltas.

Como que a gente faz quando tá feliz por estar livre, mas ainda queria estar meio preso?
Mas não quero nem saber, to melhor assim.

Um comentário:

o Humberto disse...

Não tenho palavras pra comentar este post. A imagem, então, linda! Lindo post.