3 de nov de 2011

3 and a half years ago. -part 2

Essa é a nossa parte. A parte sentimental. As pessoas ficam falando que 'love is a one way feeling'. Desculpa, mas se isso tiver certo, eu nunca vou amar ninguem. Eu não vou mentir. Sou exigente, muito. Gosto do equilíbrio perfeito. Não sei explicar direito. Sou mandona e gosto de tudo do meu jeito. Preciso de alguem que esteja nos meus pés mas que saiba bater o pé para mim tambem. Porque eu quero um homem, não um cachorro. Alguem que me procure sempre, mas não corte minhas asas. Acho que gostar de alguem, diferente de toda aquela coia melosa, cheia de açucar e boring que todo mundo fala é a maior furada. Sentir uma vontade enrome de matar a pessoa e depois de fazer ela rir, acho que essa ia ser a definição perfeita do que é gostar de alguem para mim. Eu encontrei em você a definição perfeita desse equilíbrio.Posso falar de uma coisa que me irritou profundamente, e que causou a ultima gota dágua: O  a sua falta de ação. Reclamei disso infinitas vezes e nunca vi um pingo de resultado. Você é teórico demais para mim. É o que mais me irrita. Sei que você é quem perde com isso. Pode fazer quantos planos forem: se um dia não executá-los, they will eat you alive. Embora eu ache que, de vários dos seus planos, eu sinto que fui o único que ficou no papel. Me irrita que você não tem ideia. Você sabe que por você já fiz coisas que eu nunca faria por ninguem. Na verdade foram muitas outras. Coisas que pensei, imaginei, e fiz que graças a deus você nunca vai saber, embora eu ache que você tem alguma ideia disso. No fim, odeio pensar que me saldo foi negativo, embora eu tenho certeza que você pense exatamente o contrário. Eu abri mão de um monte de coisas por sua causa, mas você nunca abriu mão de nenhuma. Não duvido que gostava de mim, mas acho que é mais um motivo para sua falta de ação me irritar. A gente era caso perdido a muito tempo, era dar murro em ponta de faca, era eu manter esperança onde não existia mais, e decidi desistir. A gente sempre teve muitas diferenças, e tantamos o máximo que pudemos ignorá-las e fingir que não eram grande coisa. Mas elas armaram armadilhas para nós. Todo mundo fala que não existe perda de tempo, que a gente sempre aprende uma coisa nova e aqui está o que eu aprendi com essa: a colocar ponto final em quem vive colocando só virgulas e reticências.

Nenhum comentário: