16 de dez de 2011

Roendo as unhas.

Eu roo unhas desde que me entendo por gente. O que? Uns 6 anos? Isso pelo menos. Não sei porquê exatamente. Acho que não tem causa, é pela minha personalidade. Nunca fui tímida, nunca fui insegura. "Quando o hábito começa na infância significa que os pais não dão espaço aos filhos para se expressar', não é isso tambem, eu desde sempre solto os cachorro aqui em casa quando precisa. Por outro lado, sempre fui muito ansiosa. Ansiedade pra tudo. Mas eu não sou igual minha mãe, que treme dos pés à cabeça quando fica ansiosa (tadinha). Talvez a minha seja diferente, é uma ansiedade interior e por isso eu roo as unhas. Roer as unhas me incomoda, mas incomoda de verdade à minha mãe (coisa de psicólogo claro 'Tainá, isso é auto-destruição !' etc etc). Bem, o que EU SEI?
Eu sei que não tem um motivo exato pra eu roer. Em 90% das vezes eu nem percebo que estou roendo, é automático. E não é uma coisa do tipo 'sempre que eu penso na coisa A eu roo unha'. Lá pra maio desse ano, eu tinha simplesmente PARADO. SEM MOTIVO, E SEM PERCEBER. (pra vc ver, eu roo unha tão sem querer, mas MAS TÃO sem querer que não tinha nem percebido que tinha parado) O que mudou na minha vida naquele periodo pra eu ter feito isso? Nada que eu reconheça. Mas sempre que eu fico mais nervosa, mais chateada e que tem alguma coisa me incomodando, roo as unhas como se não hovesse amanhã, fico com as pontas dos dedos todos doendo.
vamos ver se paro de uma vez com isso, tá na minha lista de metas 2012.

Nenhum comentário: