27 de jan de 2012

joy.

Ela dançava sem as amigas na pista, quase não tinha bebido nada. A noite estava ótima, e ela saudava a liberdade como uma velha amiga que não via há muito tempo, ao som de Love Lockdown de Kanye West. Hm, uma trilha perfeita, pensou ela rindo sozinha.
-Você é muito linda, sabia?- cutucaram ela. 'Já não era hora, tomara que ele valha a pena', disse ela enquanto se virava. Olhou o rapaz nos olhos. Congelou.
-Eric?- perguntou ela, incrédula, ele olhou como quem se desculpa.
-Não vi que era você. - porque claro, se algum dia ele fosse pra uma balada, ia acabar chegando exatamente nela, mesmo sem perceber, inacreditável.
- O que você está fazendo aqui? - lá não era o tipo de 'lugar dele', se sabe o que quero dizer.
-O que?? - a música era alta demais. Ela o pegou pela mão e o puxou para um lugar mais calmo, com algumas cadeiras. Ele não fez objeções.
-Perguntei o que você está fazendo aqui. - ele pareceu ofendido.
-Por que? Terminei com você, tenho o direito de estar aqui e fazer o que eu quiser.
-Sei disso. Mas aqui não é seu tipo de lugar. Você preferia ficar em casa jogando video game enquanto eu saía com as minhas amigas na sexta de noite.
Por isso eles tinham terminado no final. Ela era animada, agitada, sempre tinha gostado de balada, de beber e de rir. Ele era quieto, gostava de ver filmes. Por isso tinham terminado: diferentes demais. Quer dizer que agora ele se achava o mais novo pegador das boates? Que agora ele tinha mudado?
-Posso ter mudado, não posso? - ainda parecia meio ofendido. ela levantou e já dava as costas para ele. ele a segurou. -E então?
-E então o que?- ela perguntou rudemente.
-Ué, vai ficar comigo ou não?- ele perguntou normalmente. Ela riu sem acreditar suspirando fundo.
-Então você resolve sair pra uma boate depois de um relacionamento de 2 anos para no fim querer ficar com sua ex?? Estou vendo o tanto que você mudou. Não fui eu quem quis terminar. Foi você.  -  ele estava começando a estragar a noite dela.
-Bem, eu não quero ver você ficando com ninguem daqui. - ele estava sendo sincero. Não devia ter achado ela aqui, mas agora que tinha achado, não ia conseguir parar de quer vigiá-la. Não se arrependia de ter terminado, mas ele já tinha ouvido sobre como sua garota era quando estava solteira, ficava com quem quisesse e não tinha medidas. Ver a garota que tinha ficado só com ele se agarrando de diversas maneiras com diversos caras em uma noite só parecia um pouco bizarro demais. Não é uma ideia com a qual ele estava acostumado.
Ela parou, pensou. Quem ele pensava que era pra terminar com ela e depois vir falar essas coisas..?
-Ótimo. Não sou eu quem estou sentindo de incomodada, você quem deveria ir embora. Já falei, aqui não é seu tipo de lugar mesmo.- e deu as costas, voltando procurando a música alta e algum idiota pra pagar uma bebida pra ela.

Nenhum comentário: