16 de fev de 2012

POR QUE Skins é uma série genial.

To LOUQUISSIMA para fazer um post sobre 'Meus episódios favoritos de Skins', mas passa isso vou esperar a sexta temporada acabar (o que vai acontecer daqui a umas... 5 semanas?). Vou colocar um vídeo que mais simboliza o aspecto.

Pelos personagens e o ótimo roteiro.

Não tem como, você VAI se apaixonar por um deles. Vai se identificar com um deles. E por que? Porque Skins foge do óbvio, do já feito. Tirando a terceira geração, você NUNCA vai ver em Skins a série normal americana (gente popular, o nerd, a menina invisível, enfim toda essa ladainha que é tudo igual). Em Skins elkes são um grupo normal de amigos, sem nada em especial, que nem você e eu. Cada episódio é destinado à um personagem, o que dá a liberdade de roteiro de explorar cada personalidade à fundo. Ou seja, mesmo que Skins trabalhe com 'a menininha popular', ela nunca vai ser só 'a menininha popular'. É igual somos nós, mesmo que tenhamos um rótulo, algo que nos define, sempre vamos ser muito mais do que só isso.


Pela fotografia, trilha sonora e simbolismo.
A fotografia em Skins fica melhor e melhor cada ano mais. É incrível como que eles prestam atenção em todos os detalhes. Desde vestuário, até o quarto, até o modo de falar ou mecher as mãos reflete a personalidade de cada um. O simbolismo tambem é ótimo. Tem uns episódios e alguns 'unseens' meio mindfuck espetaculares, nos ensina muito mais sobre cada um dos personagens, e tudo é muito mais do que parece ser. O trilha sonora, NOSSA, serve igual uma luva! Não é igual a muitos filmes que a gente vê por aí que eles jogam as músicas pro alto e onde elas caírem elas ficam. A melodia e a letra sempre vão contribuir para o que acontece. (exemplos perfeitos: Good Times Gonna Come para o Tony, e Love Lockdown pra cena de twister sex do Cook, {MEU PAI ESSA CENA =x}, e a música do promo do Rich)


Pelo preconceito.
Como eu disse, Skins raramente trabalhou em cima de rótulos. Na primeira geração, Maxxie era 'o gay' e terminou assim. Na segunda geração SUPER CONSERTARAM ISSO ! Um casal lésbico, Emily e Naomi. Vey, não sei explicar. Elas não são 'o casal lésbico', igual nas outras séries. Ser gay não define elas, é só mais uma característica e as personagens são mostradas por diversos aspectos diferentes. Sem contar que é uma história MUITO bem contada, você se apaixona pela história delas e vê que elas dão mais certo que muito casal hétero por aí. Um tapa na cara da sociedade homofóbica por aí. (tipo, eu nunca tive nada contra, mas antes eu via muito 'um casal gay' como 'um casal gay'. e não como só 'um casal', tem como entender?). Além disso, o preconceito homofóbico tambem não é tratada da forma clichê na série, e as próprias protagonistas tem um pouco de dúvida sobre o que elas são. LINDO.


Pela selvageria, pelo exagero, pela intensidade. Primeira coisa, OS TRAILERS DE SKINS ! SENSACIONAIS !!! Todos eles retratam isso super bem ! (ainda vou fazer um post só sobre os trailers) Recomendo assistir o respectivo trailer antes da respectiva temporada. Para começar, Skins trabalha sobre uma época bem intensa -dos 16 aos 18 anos- e o título já fala, é tudo muito 'à flor da pele' muito 'na sua pele e não na dos outros'. É sobre raiva, e ódio e paixão, e dúvidas, e rebeldia, e sexo, e lets fuck everything up. É uma série exagerada, até os criadores falaram isso. Mas é exagerada porque se não fosse, não transmitiria as coisas na medida certa. Quem fala que Skins é sobre 'sexo e drogas e alcool' está MUITO ERRADO. Palmas à série tambem porque os atores tem a idade certa, e não 25 anos igual nas séries americanas. E sobre a falta de vergonha na cara do reino unido de permitir passar uma série com atores de 16-18 anos, bebendo, cheirando, fumando e transando, e adimitindo à sociedade que essas coisas acontecem ao invés de toda essa hipocrisia babaca. ( Humberto , vc pode não ter visto os outros videos por perguiça, ou pq o post tá grande demais {ops}, mas ASSISTA A ESSE VIDEO, por favor!)


Pelos adultos. 
Conflito de gerações. Todo mundo sabe que isso sempre acontece. Mas acho que essa é uma das que MAIS tem conflito de gerações. O mundo cresceu e se expandiu e globalizou para todos os lados, e os pais estão mais perdidos do que nunca. Engraçado como Skins fala sobre família. Vou me conter muito sobre isso, porque meu episódio número um do post dos meus episódios favoritos é sobre isso. Mas sabe, a gente tá tão acostumado com nossos pais serem NOSSOS PAIS, tão acostumados a vê-los como modelo, como exemplo, que a gente esquece que eles são humanos, que tem frustrações igual a nós, desejos próprios iguais aos nossos, e principalmente, que eles erram igual à nós. A falta de preparo, não só dos nossos pais, mas tambem da educação e dos adultos em geral de lidar com os jovens, é tudo errado. Quer dizer, são dois mundos extremamente opostos ! Rebeldia e educação, mudança/atividade e estagnação, falar e se calar... os adultos sempre esquecem de como era ser jovem, de não querer assumir compromisso, fazer o que der na telha, etc etc (pais da Effy/Tony, do Alo, da Gracie, professores em geral, conselheira de profissões do colégio) . E por outro lado, tem os adultos que não cresceram e por isso sabem lidar com os jovens menos ainda, não assumem o papel de pais, de responsáveis (que nem os pais da Cassie e do Cook). PIOR AINDA, falta de caráter e hipocrisia ! Eles repreendem coisas erradas que os alunos fazem, quando mentem para esconder seus prórpios erros (a reação da professora quando o Cook vence3 a eleição, o diretor querendo aprovar a Effy quando ela ia tomar bomba para não sujar o histórico do colégio, a mãe da pandora transando com o vizinho, e o pai da Katie escondendo as dívidas da própria família).
(teriam vídeos melhores para por, mas estão no E4 e lá é proibido linkar aqui. esse é meu trailer favorito)


POR QUE NÃO VER SKINS? 
-Coisas batidas. Toda geração alguém morre, toda geração tem triangulo amoroso, etc etc. Fora umas duas cagadas que tem na série. É irrelevante.
-Fãs toscos. 'AI GENTE QUERIA SER A EFFY, ELA É TÃO FODA.' 'NOSSA UAU, TEM GENTE QUE TEM UMA VIDA ASSIM MESMO?' No início eu ficava um pouco chocada com Skins tambem, e achava meio exagerado. Hoje, posso falar que é a série mais próxima da minha realidade que existe. Tambem irrelevante.

Um comentário:

gabi disse...

tainá vc é linda demaaaaaaaaaais!!! sempre escreve qq eu penso! kkkkkkkkk