3 de mar de 2012

deepest secrets.

pre-post 1: Se você não me conhece 100%, não leia esse post. Só iria gerar um monte de opiniões erradas ao meu respeito.
pre-post 2: 'Amor é um sentimento puro e nobre' o caralho. Amor de pais e filhos é assim. Gostar de alguém tem a ver com obsessão, aceitação e identificação.
pre post 3: se esse post é sobre você, eu te falo: meu filho, me esquece ! para de me stalkear !
auihsuaishiuahsiuahsiuha
pre-post 4: eu não sei ficar calada. só escrever não ia adiantar, tenho que publicar. E por isso, acho que esse vai ser o ultimo (DE PUTA QUE PARIU, MUITOS) post sobre isso.

A ultima coisa que você falou comigo foi 'tenho certeza que vc vai achar um monte de caras para te entreter'. Acho que você não podia ter dito foi isso. Por muito tempo, inclusive, me perguntei 'por que você?' Perdão, mas você não é o mais bonito com quem já fiquei, nem o que mais me agrada, e muito menos o que mais me respeita. Acho que agora tenho minha resposta. Sabe, tem muito a ver com meu jeito leonina. Acho que todo mundo existe só pra me servir e fazer minhas vontades. Seja namorado, amigo, pai, qualquer coisa. Você nunca deixou que eu fizesse isso. Sempre bateu o pé, me xingou, reclamou, repreendeu. É como se, no meio de todos os ficantes-do-tipo-cachorrinho que só servem pra me bajular e fazer minhas vontades você dissesse 'esse é o jeito que você trata ELES. a mim, você não vai tratar assim'. Sabe, rainha nenhuma quer um servo do seu lado, mas sim alguém que saiba mandar nela sem invadir seu espaço. E isso você sabe fazer.  E ao mesmo tempo, é a pessoa que mais me mimou. Falou e fez coisas que eu nunca esperava, cada dia era uma coisa. No fim, acho que as coisas eram assim porque no fim você é muito mais egoísta do que eu. Já cheguei nessa conclusão a partir de mil linhas de pensamento diferentes. Você erra à vontade, mas não é capaz de tolerar nenhum erro meu. Aaaaah, isso é mais uma coisa que não suporto. Sua capacidade de me manipular e virar a mesa ! Não aceito isso gente, eu não sou uma pessoa nem um pouco manipulável e quem costuma virar a mesa, sou eu ! A verdade é que na essa altura no ano passado tudo já tinha acabado. Eu te fiz uma proposta em forma de ultimato e você aceitou. Eu sentenciei o fim? sim. Mas afinal, era o fim de que? De aff, nada. No fim, todo mundo, desde o início errou. Tudo errado. Até algumas semanas atrás eu só sabia te culpar por estar errado de estar desistindo. Mas no fim, quem disse que não sou eu quem estava errada de estar querendo arrastar isso? Afinal, eu quem tinha decidido por um fim em tudo primeiro, porque eu não aguentava mais. Ai gente posso falar? Só sabe reclamar, e reclamar, e reclamar de você. Pra tipo, todo mundo. E não era só eu quem estava arrastando as coisas. Você tentava conciliar o 'vamos conversar de vez em quando', o 'um dia a gente fica junto'. Ai não preciso falar o quanto odiava isso né? Essas coisas de amanha pra mim não existem, ou fica comigo agora, ou tchau e bença meu filho, é 8 ou 80. Aliás eu sempre tive muita certeza que a gente não ia ficar junto. A não ser que a gente voltasse naquela época das brincadeiras inocentes, que não tinha acontecido tanta coisa errada, tanta mentira, tanto egoísmo e que as diferenças e a distância ainda não tinham comido a gente. Mas isso é impossível de recuperar né? Mas sabe o que é um saco? Acostumar com tudo de novo. Acostumar com os mesmos carinhas de sempre me dando a mesma atenção de sempre e eu nunca me interessando por nenhum deles. Acho péssimo todas as coisas sobre as quais eu não tenho controle sobre. E esse é uma delas. Eu só posso -ficar calada, aceitar e esperar-.

RIP

Nenhum comentário: