21 de set de 2012

19.09.12

Você me acompanhou dos 10 aos 19, e eu acho tudo que eu tenho pra dizer pra você Xico, é OBRIGADA.
Obrigada porque você não me ensinou só tacóns e plantas, e bulerías, siguiriyas e 'alergias', mas tambem me ensinou a colocar o coração no qu
e a gente faz, a ter foco e dedicação. Muito obrigada por Don Quijote, Persona, Fantasma de la Ópera, Carmen e Magdala. Obrigada por Bambuí, São José dos Campos, Tiradentes e todas histórias maravilhosas que eu tenho pra contar.
E o mais importante de tudo, obrigada pelas risadas, pelo carinho, pelo companheirismo, pelas bobagens, pela podreira, pelos puxões de orelha, e por todas essas coisas que eu mais vou sentir falta.
Não se esqueça que 'Você tambem não está tão afim dele', porque afinal pra me dar um biquini que cabe dentro de uma caixinha desse tamanho e ainda rindo com essa cara tem que ser o passaor-mor né?
Sapateia bem alto daí do céu (quem sabe não dá pra te ouvir né), e pode ter certeza que eu não largo o framengo -essa parte minha que eu só descobri quando conheci você- nunca mais !

Um comentário:

o Humberto disse...

"Sapateia bem alto daí do céu (quem sabe não dá pra te ouvir né)".

Acho que foi a coisa mais linda e mais sensível que eu ouvi desde ontem.

Obrigado Tainá.

Dos muitos presentes que o Paco me deu, você bem sabe que você é dos mais especiais, sua amizade, sua luz.
Muito obrigado mesmo, amor. SAbe Deus que foi com o seu santo que o meu bateu primeiro, dançando lá no fundinho de Magdala. :)

Beijo com açaí.
S2