8 de fev de 2013

Jane Austen e meu curso -tipo, assunto separados-

Enfim, post hiper atrasado e pá...
Sabe, vc nem precisa gostar de livros pra ouvir falar de Jane Austen né. Eis que em uma promoção na leitura eu comprei um livro que vem com três volumes dela, todas minhas migas adoravam o filme do Orgulho e Preconceito e tudo. Vey.... o livro ficou encalhado aqui em casa tipo SÉCULOS.... eu não conseguia ler o trem nem fudeno pq a história simplesmente não sai do lugar !!!! Olha, pra mim um livro tem que se valer de uma dessas duas coisas:
1- a história - que são os conceitos de livros de massa, best-seller, cheios de ação, dinâmicos e que trazem sempre uma história bem interessante e ue vá te ensinar ou fazer refletir por alguma coisa
2- a linguagem - linguagem poética, consegue transmitir muito mais do que só a história, tem o dom de uso das palavras pra passar a ideias de sentimentos, cheiros, acontecimentos, etc
E isso levando em conta que um livro bom de verdade tem que ter as duas coisas. Jane Austen pra mim não tem nenhuma delas. Não achei nada de poético na linguagem -a não ser claro, levando em conta a época em que foi escrito- e a história é fraca pra ter tantas páginas assim. Pra mim é tipo, sobre uma menina, que conhece um cara que é totalmente o oposto dela. Aí ela vai descobrindo que na verdade ele é bem diferente do que ela pensava, e no fim ela se toca que ela ama ele. (só que com certeza ele foi o primeiro a apegar a ela). Claro, é legalzinho, não vou mentir que teve um hora que eu torci por eles, mas pra mim todo esse sentimento louco dos dois veio muito do nada. Essa é a parte QUE EU ODIEI DO LIVRO: o livro fala 'e aí eles passaram a tarde conversando' CONVERSANDO O QUE??? , OU PIOR AINDA, TEM UMA HORA QUE O LIVRO FALA 'e aí ele começou a explicitar os seus sentimentos para ela' VEY !!!!!! Vc lê a bosta do livro esperando o ápice da história que é a porra da declaração do cara pra Jane Austen simplesmente NAO FALAR O QUE ELE FALOU????????????????????????????????? fiquei com muita raiva quando li !!! Me deu total impressão de que eles mal se conheciam, mal se falavam... tipo, não é aquele amor que é construído sabe? Ela só poe na cabeça que o 'ódio' era amor e fim... pra mim na verdade  ficou tipo crespusculo. 'PUF' -Eu amo ele, simplesmente engulam isso guela a baixo sem haver nenhuma causa de verdade leitores'.  E aí eu descubro que Orgulho e preconceito é O LIVRO MAIS AGITADO DELA.... por favor morrendo, não leio mais. Cara, longe de mim de mim criticar Jane Austen, rainha da literatura inglesa e revolucionária feminina. Fora que eu sempre antes de opinar falo que minha opnião literária sempre carrega muito de mim, tipo meu humor quando li, o tanto que a temática me agrada, o tanto que eu concordo ou me identifico com a história. E bem, Jane Austen está BEEEM longa de estar entre os meus favoritos -relaxem haters, isso está longe de fazer ela menos famosa !-
Mudando de assunto eu estou cada vez mais apaixonada com meu curso. Sabe, as pessoas vivem me perguntando com o que eu vou trabalhar dentro de RI e eu cheguei a um ponto em que eu posso falar que indiferentemente com o que seja, eu acho que vou estar fazendo o que eu gosto. Claro que eu tenho as minhas matérias favoritas até agora (pra variar, as mais 'de pobre' -política, sociologia, antropologia e as lindas das teorias), mas me vejo vivendo bem até nas de economia e segurança. Porque simplesmente TUDO é interessante, e cada vez mais você vai percebendo como vários tipos de argumentos -claro, os meus inclusos- são fracos, ou como as coisas são muito mais complexas e envolvem muito mais coisas do que a gente imagina, e  como as vezes a gente critica ou condena uma coisa por falta de conhecimento quando na verdade a medida adotada é a certa. (Posso ser metida e dar um exemplo? Taxas alfandegárias altas. Até o Felipe Neto fez um vídeo comentando isso e tenho certeza que ele só parou de divulgar o abaixo assinado porque deve ter ouvido muito de economista. Junte classe média/baixa em ascensão + produtos mais baratos no exterior + mente brasileira de país colonizado de que 'tudo que vem de fora é melhor e nada  no país presta' e você simplesmente vai ter como resultado protecionismo econômico. Do caso contrário, adeus economia em ascensão. -Lembrando que não quero dar nenhuma aula de economia aqui, estou HIPER LONGE DISSO, aqui só tá um pouco do que eu aprendi). E claro, mais ainda a gente vai percebendo que a gente é burro, que todo mundo acha que sabe de tudo mas não sabe de nada etc etc. Vey, a única coisa que eu sei é que não odeio nenhuma matéria e que tudo é muito foda. Só isso.

Nenhum comentário: