28 de fev de 2013

Problemas com a aparência

Bem, seu sigo a Isabela Freitas... não só o blog mas no twitter tambem ela esteve 'conversando' com a gente sobre isso, e realmente nao tem como né? todo mundo tem algum tipo de neura com o corpo. Heaven know why, estou aqui pra falar sobre as minhas (talvez seja pq eu já as superei né -ou quase-).
Olha, quando eu era criança eu tinha cabelo enorme, franjinha e ele era pretissimo eu era totalmente maravilinda.
Acontece que nessa vida nem tudo são flores e aí acontece aquele cagasso na nossa vida chamado pré-adolescencia. Nessa época minha pele piorou horrores mas tudo bem, porque foi minha época maria-homem. Tudo ótimo, canelo regassado, pele regassado, oculos regassadissimo... mas sem problemas, táca-lhe rabo de cavalo e está tudo bem. O problema é que nessa época pra mim estava realmente tudo bem !!! Porque apesar de eu estar essa catástrofe toda, eu nao me dava conta disso. -Muito obrigada minha mãe por não me obrigar a mudar nem falar que eu era uma filha feia horrores, porque se fosse a minha filha eu com certeza faria isso-. E óbvio que eu não vou por fotos disso aqui porque: 1- eu já nao tinha muitas. 2- as que eu tinha eu rasguei e taquei no lixo. e 3- vcs nao são obrigados. Lá pros 13 anos eu me dei conta. E a realidade do espelho me atingiu igual um trem. Graças a Deus meu cabelo não tava mais horroroso, mas minha pele tava. Cara, a minha sorte é que eu sempre tive um ótimo círculo social, então de alguma forma a aparência do meu rosto nao afetava tanto quanto afetaria uma menina normal. Eu so ficava chateada MESMO quando realmente parava pra pensar sobre o assunto. Nessa época eu lembro que eu chorei umas duas vezes com a minha mãe perguntando porque eu tinha isso enquanto minhas amigas não. Nessa época eu comecei limpeza de pele com ácidos, e quase depois de um ano minha pele tava provavelmente mais limpa do que é hoje. No entanto, eu paguei, e paguei caro -nao no sentido de dinheiro-: tanto tratamento com ácido, de 15 em 15 dias foi me traumatizando, e traumatizando, até que um dia eu tive um  breakdwon, um ataque nervoso bem no meio de uma sessão. Nesse dia minha mãe decretou: tratamento direto com ácido nunca mais! Passei um tempo só usando medicação tópica mas nao era suficiente, minha pele voltou quase que pro estágio inicial, e junto com ela, minha chateação tambem. Nessa época eu torcia pra que eu tivesse nem que fosse acne da grave do que cravos. Porque se você tem acne da grave é muito simples: você toma roacutam. Vão ser os 6 meses mais sofridos da sua vida, mas vai valer a pena e vai valer pra caralho. Mas eu não tinha, eu tinha cravos. NADA NESSA VIDA resolve o problema de cravos. Eu falo assim, e aí vc deve imaginar uns cravinhos bobos no queixo, no nariz... cara, isso é normal. a minha situação era bem pior. Enfim. Fui em um médico e fui clara 'quero uma receita pra roacutan' e ele me deu. AAAAH O DEUS ROACUTAM..... melhores meses da minha vida!!! Pele limpa, fininha, gostosa de pegar, poros inexistentes.... eu estava no paraíso !!!! No fim, ele acabou secando bastante a oleosidade geral da minha pele, e os cravos voltaram mas com menos força. Seis meses depois de parar eu resolvi tentar de novo pra ver se resolvia o problema de vez. Dessa vez, minha oleosidade praticamente sumiu mas a redução de cravos foi bem mais fraca. Paguei caro de novo: depois de mais um tratamento de seis meses meu cabelo ficou todo anelado e essa coisa esquisita e indefinida que é hoje e caiu. PELA METADE. Assim, meu cabelo glamuroso que era na cintura foi parar na linha do sutiã. Mas eu nunca encanei muito com cabelo.
E aí chegamos no hoje. Hoje eu ainda tenho muitos mais cravos do que eu desejaria, mas isso desde uns 15 anos de idade -a primeira vez q tomei roacutan- não me incomoda mais.Hoje eu não sou neurada com a minha pele. Mas sou neurada no sentido de ficar procurando imperfeição no espelho. Acho que ainda hoje a primeira coisa que eu faço é olhar no espelho 'como minha pele tá hoje' Eu só uso alguns produtos tópicos quando a pele fica mais 'agitada', e lavo com sabonete -EFFACLAR, Ô SABONETE DE JESUS- -aliás, o effaclar é da La Roche-Posay que é pra mim uma das melhores quando o assunto é cosméticos. eles tem O MELHOR PROTETOR SOLAR pra pele oleosa DA FACE DA TERRA, coisa que sempre tinha sido um problema encontrar um pra mim.-. Além disso, existem outras coisas pra me deixarem linda quando to na bad com a minha pele que eu não largo de jeito nenhum: o primer da avon, e o pó INSUBSTITUÍVEL da contem 1g.
Mas o saldo no fim me deu: 1- um trauma a ácidos. acho que não faço nenhum tratamento do tipo até uns 45 anos de idade. se eu abuso um pouquinho dos meus tópicos que tem um pouco de componentes ácidos começam a coçar eu já enlouqueço e começo a chorar de irritação. 2- um vício na anna pegova. a limpeza de pele lá é tipo 200 reais mas é a melhor limpeza da face dessa terra. aposto que se eu fizesse tratamento semanal lá em 6 meses meu rosto estaria que nem bumbum de nenem. não faço porque nao tenho todos esse dinheiro e esse gente é imbecil demais pra montar um pacote. 3-meu cabelo enlouqueceu. ele não é liso, nao é anelado, é metade oleoso, metade seco, etc ect. Problema contornável.
4- O saldo no fim é positivo. estou satisfeita, conheço mais sobre tratamento de cravos do que qualquer pessoa na face dessa terra e valeu a pena todo o sofrimento =D

Nenhum comentário: