26 de mai de 2013

Esforçar.

'Como o x é?' 'Ah, o x é um muito competente, é bom nisso, nisso e nisso.'
'E o y?' 'Aaah... ele é esforçado né?'


E eu e todo meu desprezo pelas Sue Hecks, pelos que se contentam com pouco, pelos que aceitam fracasso. Eles só não são piores do que aqueles que não fazem nada, só reclamam, e sentem pena de si mesmos.

'Esforço' é pra quem tenta. E 'tentar' nunca vai estar nos meus planos.


(adendo: cara, por isso que eu morro de medo de ter filhos muito diferentes de mim... imagina se eu tiver um filho nerd gordinho, ou uma filha maria homem que fica trancada no quarto? ia rolar toda aquela coisa de querer mudar eles, eles quererem mudar por mim, eu não poder aceitá-los como são, etc etc.  o negócio é torcer pra isso nunca acontecer, de caso contrário, eu temo pelo pior... eu sei que teoricamente a  gente tem que 'amar os filhos independente de qualquer coisa'... mas falar é fácil... mudar, para mim, seria ainda mais difícil, meus sentimentos nunca são tão nobres ou altruístas assim)

2 comentários:

Thiagod disse...

sua personalidade forte é linda e assusta ao mesmo tempo.
...no mínimo, interessante.

Tainá disse...

Thiagod
Acho que aceitarei isso como um elogio, então obrigada ! ahahhaha
(Aliás, sabia que um dos projetos de tatuagem que eu tenho é uma joaninha no pulso? exatamente por causa disso, ela parece toda frágil e fofinha, mas na verdade é um dos insetos de maior força predatória do mundo) (além de ser símbolo de sorte e fartura)