22 de dez de 2013

black tears

era 2008 para 2009 quando eu conheci Nana. eu já tinha lido Paradise Kiss e conhecia o estilo da ai yazawa, então eu já sabia que ela não tem nem um pouco de dó das personagens que ela cria. lembro que um dia tinha uma tirinha na internet falando dela, e ela falava 'vou demorar uma século criando personagens de personalidades e histórias complexas e incríveis pelos quais todo mundo vai se apaixonar pra no fim fuder com a vida deles.' isso é bem ela.
mesmo assim, eu mal sabia o que estava por vir: nana é cruel e me fez chorar igual uma criança.
a partir daí, e até hoje, sempre que me sinto presa na bad vibe, seja com motivo ou não, paro para ler/assistir nana. isso me dá um alívio imenso e faz todo tipo de sensação ruim desaparecer. só não sei se isso acontece porque a historia acaba canalizando meus sentimentos para fora ou porque percebo que a vida de qualquer um dos personagens é mais triste que a minha.

Nenhum comentário: